O Que Há De Bom No Pecado?

O Que Ha De Bom No Pecado Jesus Cristo Nosso Salvador“ O Que Há De Bom No Pecado? ”

O Que Há De Bom No Pecado

Satanás estava sentado no topo de uma rocha, olhando para a incontável multidão de almas humanas que se contorciam nas chamas de todos os níveis das profundezas do inferno.

Voltando-se para o seu demônio auxiliar, ele disse: “Fazendo bem em considerar que a humanidade é basicamente boa”.

Uma Bússola Com Defeito Não Serve Para Nada

A observação da história humana e dos fatos atuais nos leva crer que há algo terrivelmente erra com nossa bússola moral. Poucos contestam a idéia de que somos capazes de apresentar nobres impulsos e de agirmos de modo altruísta, mas temos uma capacidade aparentemente infinita de fazermos coisas chamadas de “animalização da humanidade”.

A Bíblia chama a imoralidade humana de pecado, reconhecendo o fato de que ela é, em primeiro lugar, uma ofensa contra a lei de Deus, antes mesmo de ferir o próprio pecador ou outras pessoas.

O pecado não é um conceito muito popular nos dias de hoje. A sensibilidade moderna gosta de reescrever a linguagem moral fazendo uso de um jargão da saúde mental.

A idéia é que a linguagem moral leva à culpa, e a culpa é um estado interior negativo para as pessoas que estão tentando aprender a aceitar a si mesmas. Será que nós, como cristãos, devemos nos livrar do conceito de “pecado”?

Esta idéia é útil?

“Pecado” Esclarece

O pecado é “bom” para alguma coisa? Em si mesmo, não.

O pecado é nocivo, enganoso, mortífero. Mas ele também está relacionado a uma enorme quantidade de acontecimentos da experiência humana.

Pecado – a escolha internacional de pensar, optar e agir ao contrário do caminho de Deus – é “bom”

Como explicação para a desintegração de casamentos e famílias, o desrespeito à ordem, a crescente perversão e promiscuidade sexual, o abuso infantil, o consumismo desenfreado, a violência em todos os níveis da sociedade, o abuso de álcool e drogas, o relativismo moral e a destruição da personalidade.

Quando pecaram no jardim do Éden, Adão e Eva poluíram o ribeiro da humanidade bem em sua nascente.

O pecado original mancha todo aquele que está no rio da humanidade.

Cada pessoa adiciona os seus poluentes individuais ao fluxo da correnteza, através de atos pessoais de rebelião contra Deus e de desobediência à sua lei.

“Pecado” Nos Leva a Deus

O que há de “bom” no pecado? Este conceito moral nos força a reconhecer que há algo errado com nossa bússola moral. O pecado explica por que não seguimos os impulsos nobres – quando os temos – e por que a maioria de nossos impulsos não é exatamente nobre.

O pecado – o velho e asqueroso pecado – nos impede a voltarmos a Deus de modo que nossas ofensas morais possam ser perdoadas através da morte de Cristo.

Não podemos lidar com o pecado por nossos próprios esforços.

O pecado também leva os crentes em Jesus a buscarem sua ajuda a cada dia na tarefa de revitalizar as suas mentes, os seus desejos e o curso de suas ações.

O Pecado é “Bom” Para Que?

A presença do pecado desmente a noção de que todos nós somos homens e mulheres decentes que precisam apenas dar tudo de si para ir para o céu. Esta é uma idéia demoníaca.

Admita a presença do pecado em sua vida. As boas novas de perdão e salvação através de Jesus estão à mão.

Conheçamos e prossigamos em conhecer o SENHOR: como a alva, será a sua saída; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra. (Oséias 6.3)

É servindo uns aos outros é que nos tornamos livres. www.harmoniacrista.org

Bispo Ribeiro Paiva

Deixe uma resposta